Impotência sexual tem tratamento

A impotência sexual é um medo absoluto entre os homens, como algo diretamente relacionado a sua masculinidade. Falhar um vez já é algo incomodo, quem dirá sofrer com o fato de não conseguir mais ereções. Mas a impotência sexual tem tratamento e pode ser muito mais simples do que se imagina.

Não se desespere e acompanhe o vídeo a seguir.

Do que se trata a impotência sexual

A disfunção erétil é o nome de um quadro no qual o homem não consegue ter ereções em suas relações sexuais, ou que ela não se mantém a ponto de prover a penetração. Com isso ele não consegue mais ter em sua plenitude a satisfação que se busca na relação com o parceiro.

Este quadro torna-se complicado quando constante, pois pode minar psicologicamente o afeto e se refletir de forma veemente na vida conjunta de um casal.

O problema da impotência sexual não é algo que escolhe idade e afeta tanto jovens como idosos. A principal diferença, em termos gerais, é que o primeiro grupo tem muitas de suas causas de aspecto psicológico, enquanto o segundo está atrelado a possibilidades físicas.

O que pode causar a impotência sexual

Além de fatores psicológicos, a impotência sexual pode ser resultado das seguintes causas:

  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Tabagismo
  • Alcoolismo
  • Doenças coronárias
  • Problemas relacionados ao colesterol
  • Distúrbios do sono

Formas de tratamento da impotência sexual

É importante que sempre se procure um médico para tratar a disfunção erétil. O uso de medicamentos por conta própria é um elevado risco para saúde a não ser em caso do uso de produtos naturais, alguns tem um ótimo efeito, o Power Blue funciona e é 100% natural. As vezes o problema pode vir de uma doença já instalada no corpo, e a automedicação pode vir a piorá-lo. Mesmo os suplementos naturais, bastante consumidos nos dias de hoje, devem ser ingeridos com cuidado.

Depois de descoberta a causa o médico pode vir a trata-la. Para a impotência propriamente dita, ele pode enviar o paciente para acompanhamento psicológico. Em casos físicos pode-se tentar o uso de medicação oral, como é o caso do Viagra e Cialis.

Existem pessoas que podem ter seu estado geral agravado pela medicação oral, e portanto, para esse é indicado o uso de injeções ou bombas a vácuo.

Quando tudo o mais não resolve o problema, o paciente pode ser aconselhado a uma outra opção e colocar um prótese peniana.

 

Como interromper a queda de cabelo masculina

Problema estético e de saúde amplamente discutido por médicos e pela população civil, a queda de cabelo masculina afeta homens de todas as idades e possui um impacto direto sobre a sua aparência e bem estar físico, emocional e psíquico.

Se você passa por este problema ou conhece alguém que lida com ele, continue lendo este artigo e saiba como pode conter e tratar a queda de cabelo masculina. Confira todas as informações abaixo!

Conheça as causas da queda de cabelo

Afetando mais os homens do que as mulheres, a calvície possui diversas causas conhecidas, a saber:

  • Distúrbios na tireoide (glândula do sistema endócrino responsável pela regulação deste hormônio no organismo);
  • Alopecia;
  • Infecções no couro cabeludo, como sejam micoses;
  • Doenças do foro dermatológico;
  • Medicamentos de uso continuado em determinadas patologias (artrite, depressão, pressão alta e problemas cardíacos) e processos terapêuticos, como é o caso da quimioterapia no tratamento de câncer;
  • Estresse físico ou emocional (incluindo o estresse causado após a ocorrência de eventos traumáticos);
  • Fatores ambientais;
  • Hereditariedade – que continua a ser a principal causa da queda de cabelo masculina.

Como tratar a queda de cabelo masculina?

A queda de cabelo masculina pode – e deve! – ser abordada a partir de diversas ações passíveis de a controlar e tratar, nomeadamente:

  • Consulta com um médico dermatologista

O médico dermatologista é o profissional de saúde capacitado para aferir e diagnosticar corretamente as causas da queda de cabelo e prescrever o tratamento mais adequado ao paciente, conforme as suas características individuais e quadro de saúde geral.

  • Evitar o uso de químicos

Para conter e tratar a queda de cabelo masculina, é importante evitar o recurso a produtos e tratamentos químicos (nomeadamente alisamentos, tinturas e relaxamentos), uma vez que seus componentes tendem a enfraquecer a raiz dos fios e, simultaneamente, a gerar uma perda maior dos mesmos.

  • Readequação alimentar

Uma boa nutrição é uma aliada de poder no combate à queda de cabelo masculina, conduzindo a uma melhoria geral no quadro sintomático. Neste sentido, deve dar-se preferência à ingestão de proteínas (presentes na carne, ovos e derivados do leite), zinco (que se encontra, além da carne, nos frutos do mar) ferro (presente no feijão e nos vegetais de folhas verdes) e vitaminas do complexo B (que se encontram em alimentos como as bananas, batatas e cereais).

  • Uso de produtos adequados

Existem circunstâncias que potenciam e agravam o quadro de queda de cabelo nos homens (como sejam fios oleosos, seborreia ou caspa) e que demandam o uso de xampus específicos para tratar esses problemas. Assim sendo, o uso de produtos adequados e de boa qualidade como os xampus anti-caspa ajudam na diminuição dos seus sintomas e, consequentemente, na redução da queda de cabelo.

Há ainda produtos naturais que ajudam a evitar a queda de cabelo masculina, o Hairloss Blocker é um que tem dado ótimos resultados.

  • Optar por água morna na lavagem

Ao enxaguar os fios, é importante optar por água em temperatura morna, já que a água quente tende a agravar o problema da oleosidade e, por conseguinte, a favorecer a queda de cabelo masculina.

7 Dicas Extras:

Seguindo essas dicas fica bem mais fácil não se preocupar com a queda de cabelo masculina.